Plano de retomada das atividades econômicas vai ser aplicado de acordo com cada região, diz governo

Estado informou que vai se reunir semanalmente com os prefeitos para saber as necessidades e panorama locais, em Pernambuco.

Governo de Pernambuco vai regionalizar plano para retomada das atividades Hélia Scheppa/Governo de Pernambuco/Divulgação O governo de Pernambuco anunciou, nesta terça-feira (2), que vai regionalizar o Plano de Monitoramento e Convivência com a Covid-19.

A retomada das atividades econômicas e sociais será posta em prática de acordo com os resultados da pandemia e as necessidades socioeconômicas de cada município e região, em conjunto com os gestores dessas cidades.

Confira o cronograma e fases do plano de flexibilização Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Coronavírus: veja perguntas e respostas Nesta terça-feira, o governador Paulo Câmara (PSB) participou de uma videoconferência com prefeitos do interior do estado e com a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).

De acordo com o governo, reuniões semanais, setoriais e regionalizadas, serão feitas com os gestores, para a aplicação do plano. O governador informou que a participação dos prefeitos é importante para que seja analisada a estabilização da epidemia no futuro.

Pelo cronograma do Plano de Convivência, 32 setores da economia terão as medidas restritivas flexibilizadas. O estado informou, ainda, que a regionalização também ocorre nas ações de combate à pandemia.

Há, no estado, 1.108 leitos hospitalares abertos pelo governo, sendo 535 de UTI.

Desses, 139 UTIs e 282 enfermarias são no interior. Para a retomada, serão considerados, prioritariamente, a relevância socioeconômica dos setores e os riscos que o retorno de cada atividade representa para a saúde.

Resumo do cronograma de flexibilização das atividades econômicas em Pernambuco Reprodução/Governo de Pernambuco Datas Na segunda-feira (8), começa a funcionar gradualmente a construção civil, com 50% dos funcionários.

No Grande Recife, o funcionamento é das 9h às 18h e no interior, não há restrição de horário. Já no dia 15 de junho, os serviços de atendimento ao público começam a entrar no plano: salões de beleza e serviços de estéticas podem atender um cliente por vez, sem fila de espera e com higienização entre um cliente e outro.

Estabelecimentos de varejo de bairro também poderão funcionar, em lojas de até 200 metros quadrados.

Shoppings, centros comerciais e praça de alimentação poderão adicionar o atendimento via coleta na operação.

Secretário de Desenvolvimento Econômico tira dúvidas sobre flexibilização da quarentena Regras de flexibilização Nesta terça, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, explicou que a retomada de alguns setores da economia é gradual, podendo ser adiada ou antecipada de acordo com o monitoramento do número de infectados pelo novo coronavírus (veja vídeo acima). O cronograma é composto por cinco fases, sendo a de número 5 o ponto em que há transmissão comunitária presente e intensa do novo coronavírus, com registros de mortes e casos crescentes.

Com a estabilização dos casos, o estado entrou na fase 4 e iniciou a abertura gradual. Cada fase é dividida em outras etapas, liberadas de acordo com a avaliação das anteriores.

Na etapa atual, que é a de número 4.1, o isolamento social ainda é recomendado e as escolas e universidades seguem fechadas.

Todas as reuniões e aglomerações devem ser canceladas.

Praias e parques seguem fechados. Coronavírus em Pernambuco Mais 608 casos e 58 óbitos por conta da Covid-19 foram confirmados em Pernambuco nesta terça-feira (2).

Com isso, o estado passou a contabilizar 35.508 registros dessa doença causada pelo novo coronavírus, além de 2.933 mortes provocadas por ela.

Esses números começaram a ser registrados em março, com o início da pandemia (veja vídeo abaixo). Pernambuco tem 35.508 casos do novo coronavírus e 2.933 mortes Initial plugin text
Categoria:PE - Caruaru e Região